New version available here: vedabase.io

VERSO 41

yad yad vibhūtimat sattvaṁ
śrīmad ūrjitam eva vā
tat tad evāvagaccha tvaṁ
mama tejo-’ṁśa-sambhavam
Palavra por palavra: 
yat yat — tudo o que; vibhūti — opulências; mat — tendo; sattvam — existência; śrī-mat — bela; ūrjitam — gloriosa; eva — decerto; — ou; tat tat — todas essas; eva — decerto; avagaccha — deve saber; tvam — você; mama — Meu; tejaḥ — do esplendor; aṁśa — uma parte; sambhavam — nascidas de.
Tradução: 
Fique sabendo que todas as criações opulentas, belas e gloriosas emanam de uma mera centelha do Meu esplendor.
Significado: 

SIGNIFICADO Deve-se compreender que toda existência gloriosa ou bela é uma mera manifestação fragmentária da opulência de Kṛṣṇa, quer seja no mundo espiritual quer no material. Algo extraordinariamente opulento deve ser considerado a representação da opulência de Kṛṣṇa.